MARKETPLACE

Entenda o que é Marketplace, como funciona e suas vantagens

Não podemos negar que a pandemia impulsionou o crescimento do e-commerce. Nesse contexto, é importante entender o que é marketplace, pois o setor é responsável por uma parcela considerável das vendas feitas pela internet.

Para você ter uma ideia do sucesso, basta olhar os números. De acordo com um levantamento feito pela NielsenIQ, no primeiro semestre de 2020, os marketplaces foram responsáveis por 78% do faturamento do comércio eletrônico.

E mais: enquanto as vendas no e-commerce subiram 41% no período, o marketplace teve uma alta de 52%. Isto é, a ascensão dos shoppings virtuais está em um ritmo ainda mais acelerado que o total do e-commerce.

Interessou-se pelo assunto e quer aproveitar o sucesso dos marketplaces para aumentar as suas vendas?

Se você pensar em como funciona um shopping físico, por exemplo, fica ainda mais fácil entender o conceito. Afinal de contas, são várias lojas em um mesmo lugar e os consumidores podem ficar horas passeando pelo espaço.

Essa reunião de lojistas melhora a experiência do cliente, pois permite fazer comparações de forma prática. É possível comprar várias coisas em apenas um lugar. Aliás, isso também acontece em feiras de rua, mercados e até em centros comerciais.

No marketplace a lógica é a mesma. A diferença é que não existe um espaço físico para reunir os lojistas: as transações são feitas por uma plataforma de e-commerce na internet.

Qual é a diferença entre marketplace e e-commerce?

O e-commerce é um comércio eletrônico que vende produtos ou serviços pela internet. Nesse contexto, a marca é responsável pela operação de ponta a ponta — mesmo quando há a contratação de serviços terceirizados.

Ou seja, a empresa faz toda a gestão de produtos, estoque, logística, gateway e soluções de pagamento, marketing, relacionamento, inbound commerce, entre outros.

Já o marketplace não deixa de ser um e-commerce, porém, são várias lojas dentro da mesma plataforma. Nesse caso, o administrador do marketplace concede a estrutura tecnológica para outros vendedores, mas não é responsável pelo controle de estoque, nem envio dos pedidos.

Então, o marketplace é um espaço virtual onde outros varejistas também podem anunciar seus produtos e vender.

Como funciona o marketplace?

Para o consumidor, o marketplace funciona como um e-commerce qualquer. Ele entra em uma página na internet, efetua a compra, faz o pagamento, rastreia o pedido e recebe a mercadoria em casa conforme combinado.

No entanto, tem um detalhe que o permite identificar um negócio feito dentro de um marketplace: os dizeres “vendido e entregue por ….”. Na prática, isso significa que o item é vendido por uma loja parceira.

Aliás, parceria é a palavra que resume a relação entre vendedores e administradores de marketplace, que é um modelo de negócios colaborativo. O dono da plataforma fornece toda a infraestrutura tecnológica como desenvolvimento da página, layout, certificado SSL, segurança de dados, soluções de pagamento, entre outros. Já os lojistas entram com os produtos, pagando à administradora uma mensalidade ou comissão pelas vendas.

Quais são as vantagens do marketplace?

Como os shoppings virtuais atraem públicos diversos, vender nas plataformas é uma forma de aumentar as possibilidades de negócios. A seguir, explicamos melhor quais são os principais benefícios da plataforma de vendas.

Baixo custo

O lojista não precisa investir no desenvolvimento de uma plataforma própria, nem como segurança digital, meios de pagamento, marketing, entre outros. Todos esses recursos ficam por conta do marketplace.

Nesse caso, o custo inicial para vender pela internet é mais baixo. Alguns marketplaces ainda oferecem benefícios aos sellers, como a diluição dos custos logísticos. Dessa forma, é possível garantir fretes mais competitivos e atrair consumidores.

Grande visibilidade

Quem decide começar um e-commerce do zero tem um longo trabalho de branding para conquistar a confiança do cliente e ganhar relevância no mercado. Por outro lado, os marketplaces já estão consolidados e recebem um alto volume de acessos de clientes.

Ao vender nesses sites, portanto, é possível aproveitar o alto tráfego e a autoridade da página para dar visibilidade aos seus produtos.

Alto volume de vendas

Com toda essa visibilidade aliada à confiança que os consumidores já têm nessas plataformas, você aumenta as possibilidades de fazer negócios. O resultado pode ser visto no aumento das vendas online e no faturamento da empresa.

Qual é a rentabilidade de um marketplace?

A título de esclarecimento, rentabilidade é um indicador-chave que mostra o percentual de retorno sobre um investimento. Quem aplica dinheiro no mercado financeiro sabe muito bem o que esse índice representa. Se você investe R$ 1.000,00 e, no fim do prazo de um ano resgata R$ 1.100, por exemplo, significa que teve uma rentabilidade de 10%.

Agora, quando o assunto é marketplace, não é possível falar em um número universal de rentabilidade. Isso depende de uma série de fatores, como nicho de mercado que atua, valor do ticket médio e a taxa de conversão.

Geralmente, marketplaces com maior rentabilidade costumam cobrar comissões mais altas dos sellers. Sendo assim, é bom pensar nesse aspecto na hora de montar o seu e-commerce ou escolher uma plataforma para anunciar seus produtos.

Como vender em marketplace?

Chegou a hora de aprender, na prática, a lucrar com as vendas em marketplaces. No entanto, antes de tudo, nós sugerimos que você faça um plano de negócios e analise a viabilidade desse projeto.

Quem já está há muitos anos no mercado e tem uma marca consolidada, por exemplo, pode se beneficiar mais se criar seu próprio marketplace em vez de atuar na plataforma de terceiros, concorda?

Por outro lado, lojas recém-criadas e com baixo volume de vendas aproveitam mais as vantagens de atuar em plataformas já renomadas. De toda forma, nada impede que você atue nas duas frentes: abrir um e-commerce próprio e anunciar em marketplaces. Tudo depende dos objetivos do seu plano de vendas.

Dito isto, a seguir, vamos mostrar um passo a passo para vender em marketplaces. Confira!

Verifique se a sua empresa obedece aos requisitos mínimos

São poucos os marketplaces que permitem a atuação de pessoas físicas como sellers (vendedores). No entanto, como estamos falando de negócios, a formalização é um passo importante. Isso dá mais credibilidade ao vendedor e profissionaliza o negócio.

Sendo assim, ter um CNPJ ativo e sem restrições é um pré-requisito. Ao formalizar o negócio, é possível emitir notas fiscais e manter a empresa em dia com as obrigações tributárias. Muitos marketplaces exigem também que o sele tenha uma conta-corrente vinculada ao CNPJ para o recebimento das vendas.

Apesar dessas orientações básicas, vale lembrar que cada plataforma tem suas próprias regras. Então, lembre-se de conferir as diretrizes de cada uma delas.

Escolha uma plataforma

Em primeiro lugar, a escolha da plataforma ideal não deve ser baseada apenas em volume de acessos. O importante mesmo é marcar presença em canais mais relevantes para o seu nicho de mercado.

Não faz sentido uma loja de móveis e eletrodomésticos anunciar em marketplaces de beleza, não é mesmo? É por isso que vale a pena fazer um estudo de mercado para identificar as plataformas preferenciais da sua buyer persona.

E opções não faltam porque existem diversos marketplaces por aí. Entre os mais conhecidos, estão:

  • Mercado Livre;
  • B2W (Americanas, Submarino e Shoptime);
  • Via Varejo (Casas Bahia, Extra e Ponto Frio);
  • Magazine Luiza;
  • Amazon;
  • Elo7;
  • Netshoes;
  • Dafiti;
  • MadeiraMadeira.

Solicitação de Loja Virtual Marketplace Lagoa Santa

Preencha o formulário para iniciarmos seu cadastro na nossa Plataforma de Permutas, Bitiubi. Todas as informações pessoais exigidas devem ser do Administrador ou Sócio da empresa, nunca funcionários.

PROMOÇÕES SEMANAIS

NEGOCIO O FRETE COM O LOJISTA

RETIRE NA LOJA GRATIS.

SE LIGUE NOS DESCONTOS COM PIX

RECLAMAÇÕES E SUGESTÕES

marketplace

O modelo de marketplace funciona como um shopping virtual. Dessa forma, as vantagens desse modelo de negócio atingem todos os envolvidos.

sAIBA MAIS

EMAILS DE CONTATO

31 - 99730-2727

Segunda a Sexta das 8:00 às 17:00 h - Não atendemos aos sábados e domingos para suporte - acesse Central do Suporte

SAC - SUPORTE AO CLIENTE

Rolar para cima